Rio Grande do Norte teve quase 57 mil casos suspeitos de dengue

0
524

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do Programa Estadual de Controle da Dengue (PECD), emitiu um novo Boletim Epidemiológico, relativo à semana epidemiológica 28, com término em 16/07/2016. Foram notificados no Rio Grande do Norte 56.849 casos suspeitos de dengue em 2016, dos quais 8.094 foram confirmados.

Entre os casos confirmados, 72 correspondem à dengue com sinais de alarme e 11 à dengue grave. Em 2015, no mesmo período, foram confirmados 5.621 casos de dengue, dos quais 51 foram de dengue com sinais de alarme e 11 de dengue grave.

Os números apontam para uma alta incidência da dengue em 127 municípios (76%), média incidência em 27 municípios (16,2%) e baixa incidência em 12 municípios (7,2%). Um município apresentou incidência silenciosa, ou seja, não notificou nenhum caso suspeito de dengue nesse período.

Diante dos números, a Sesap alerta aos profissionais de saúde sobre a responsabilidade para notificação de todos os atendimentos que se enquadrarem na definição de caso suspeito de doenças de notificação compulsória definidas pelo Ministério da Saúde.

Esses casos englobam as pessoas que tenham viajado nos últimos 14 dias para área onde esteja ocorrendo dengue ou que tenha a presença do vetor Aedes aegypti. Outros casos que merecem atenção são as pessoas que tenham febre, usualmente entre 2 a 7 dias, e apresentem duas ou mais manifestações como náuseas, vômitos, exantemas, mialgias, artralgia, cefaléia.

“É importante que pessoas com esses sintomas procurem uma unidade de saúde e que os profissionais das unidades notifiquem imediatamente”, explica a subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica (Suvige), Maria de Lima Alves.

Deixe uma resposta