Supremo Tribunal Federal decide manter Renan na presidência do Senado

0
157

renanO plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou nesta quarta-feira (7) o afastamento de Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado. Por maioria de votos dos ministros, ficou decidido que Renan não pode assumir a Presidência da República, mas que deve continuar na Presidência do Senado. Renan é o segundo na linha sucessória de Temer, atrás do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Durante o julgamento desta quarta-feira, coube ao decano da Corte, ministro Celso de Mello, abrir a divergência, e propor uma saída intermediária provocada com o impasse criado após a medida liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio de afastar Renan da Presidência do Senado.

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, última a dar a palavra, votou com Celso de Mello, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Teori Zavascki e Luiz Fux, decidindo que Renan Calheiros (PMDB-AL) pode continuar na presidência do Senado. A ministra, no entanto, criticou Renan, afirmando que “quem vira as costas a um oficial de justiça, vira as costas ao Poder Judiciário”.

Deixe uma resposta